Chris Paul Gardner Você deve conhecer esta história real. Chris Gardner é um corretor que virou mito em Wall Street. Antes de se tornar um corretor de sucesso, desempregado e com tanta dívida, a esposa o largou. Se tornou um pai solteiro que não tinha dinheiro nem para alugar uma casa, chegando a ser despejado diversas vezes.

Viveu em abrigos para sem tetos e chegou a dormir até num banheiro público com o seu filho. Certo dia, com apenas $ 21 no bolso, um scanner portátil para ossos para vender, e na total miséria, viu um homem estacionar sua Ferrari, e perguntou: “O que faz? E como faz?” O homem respondeu que era um corretor da bolsa de valores. A partir dali, ele colocou na cabeça que seria um corretor e que um dia teria uma Ferrari. Só que a corretora empregava apenas um a cada seis meses, e a vaga era disputada por diversas pessoas.

Naquele momento começava a história de Chris,  o “quase mendigo” que comprou a Ferrari de Michael Jordan, montou sua própria empresa, e em 20 anos transformou aqueles 21 dólares em milhões de dólares.

Hoje, famoso, Chris Gardner já tem sua história contada em livro e filme, mas quantos Chris Gardners não existem por aí? Essa é apenas uma das histórias em que dificuldades no caminho serviram como motor para conquistas futuras…

Há males que vem para o bem, é o ditado. Mas, é preciso atenção para que “bens não venham para o mal”. Algumas pessoas se acomodam em suas vidas devido a “coisas boas”.

Um emprego com estabilidade e/ou boa remuneração pode impedir a busca por um ainda melhor. Morar num lugar bacana com os pais pode te impedir de buscar sua independência. Estar feliz com o bairro em que mora pode atrapalhar os planos de ter uma experiência de vida em outro país.

Enfim, existem infinitos exemplos de como coisas boas podem ser empecilhos para o progresso… Não pode ser assim. Temos que estar atentos à armadilha da felicidade.

Entenda, não quero pregar aqui que só existe valor na mudança ou na busca incessante por algo. Não há nada de errado em manter a vida como está se estiver feliz. Não é isso. A questão é o quão acomodado se está com uma situação e como isso paralisa a busca dos seus objetivos. Se seu objetivo é crescer na carreira e não vê espaço onde está, mudar pode ser saudável. Mesmo um downgrade no curto prazo pode ser útil no prazo mais longo… Se sonha com a independência, mova-se! É normal reduzir momentaneamente o padrão de vida assim que um jovem sai da casa dos pais. Morar em outro país nunca é fácil e se isso significa abrir mão da casinha dos seus sonhos pq é alugada, fica mais difícil ainda. Mas pensa no que será mais marcante na sua vida, o que será memorável… as vezes a gente fecha portas para abrir janelas. É difícil sair de uma zona de conforto.

Mas se por um lado concorde que males devem ser usados para o bem, não podemos deixar o inverso em nossas vidas. Coisas boas devem ser combustíveis para coisas ainda melhores! Não posso usar o fato de ter um bom trabalho, meus pais (ou eu mesmo) morarem num bom lugar como obstáculos que me paralisarão.

A sorte não pode ser usada contra… pra que não nos peguemos um dia torcendo para que as coisas deem errado em nossas vidas apenas para que possam dar mais certo adiante.

É preciso coragem para conseguir o que quer. Mtas vezes abrir mão de coisas boas em busca de melhores. Para não terminarmos condenados pela vida a permanecer estagnados, vítimas de mta sorte… só que mal usada. Abraços, Mail Box 3

Anúncios