Henriquecer9999999999999999998

Tubarão no tanque

A história é amplamente conhecida, mas para quem ainda não conhece, segue:

Os japoneses sempre adoraram peixe fresco mas as águas perto do Japão não produzem muitos peixes há décadas.

Assim, para alimentar a sua população, os japoneses decidiram aumentar o tamanho dos navios pesqueiros e começaram a pescar mais longe do que nunca. Quanto mais longe os pescadores iam, mais tempo levava para o peixe chegar. Se a viagem de volta levasse mais do que alguns dias, o peixe já não era mais fresco. E os japoneses não gostavam do gosto destes peixes.

Para resolver este problema, as empresas de pesca instalaram congeladores em seus barcos. Eles pescavam e congelavam os peixes em alto-mar. Os congeladores permitiram que os pesqueiros fossem mais longe e ficassem em alto mar por muito mais tempo. Os japoneses conseguiram notar a diferença entre peixe fresco e peixe congelado e, é claro, eles não gostaram do peixe congelado.

Então, as empresas de pesca instalaram tanques de peixe nos navios pesqueiros. Eles podiam pescar e enfiar esses peixes nos tanques. Depois de certo tempo, pela falta de espaço, eles paravam de se debater e não se moviam mais. Eles chegavam vivos, porém cansados e abatidos.

Infelizmente, os japoneses ainda podiam notar a diferença do gosto. Por não se mexerem por dias, os peixes perdiam o gosto de frescor. Os consumidores japoneses preferiam o gosto de peixe fresco e não o gosto de peixe apático.

Para conservar o gosto de peixe fresco, as empresas de pesca japonesas ainda colocam os peixes dentro de tanques, nos seus barcos. Mas, eles também adicionam um pequeno tubarão em cada tanque. O tubarão come alguns peixes, mas a maioria dos peixes chega “muito vivo”. E fresco no desembarque. Tudo porque os peixes são desafiados, lá nos tanques.

Desde então, o tubarão no tanque significa acrescentar à vida desafios que nos façam nos mover, crescermos. Ao invés de evitar desafios, encará-los!

O antes e o depois da crise

Alguns desafios, no entanto, não são escolhidos, eles simplesmente chegam. É o que está acontecendo hoje no Brasil. Na última década, o desemprego despencou no país. Apesar de ser uma notícia positiva, o que se observou – e vc mesmo deve ter notado – é que a facilidade em arrumar emprego e fazer dinheiro, levou empregados e empregadores, muitas vezes pouco eficientes, a terem sucesso no mercado.

Foi relativamente fácil fazer dinheiro nos últimos anos, seja para empregados pouco qualificados, pouco experientes, pouco hábeis ou desmotivados… quanto para empresas com má gestão, produtos ou serviços ruins.

É que o mercado segue uma espécie de darwinismo. O crescimento econômico facilita as coisas. Com maior demanda por emprego, acaba-se absorvendo e trazendo pessoas desqualificadas para o mercado. O resultado é a queda na produtividade média do trabalhador.

O mesmo em relação a empresas não competitivas.

A crise econômica brasileira atual é o tubarão no tanque das empresas e dos trabalhadores. Passada a fase inicial de adaptação e assimilação da nova realidade, os empregados voltarão a dar a importância ao trabalho que davam há décadas atrás. Quando o emprego é escasso, ao invés de reclamar, o trabalhador agradece todos os dias por estar empregado. Como a competição é feroz, os jovens entendem que não basta mais concluir uma faculdade e falar inglês. É preciso mais qualificação e eles vão correr atrás!

As empresas com gestão deficiente terão que oferecer produtos e serviços melhores a um custo mais baixo. Para isso, terão que ser mais eficientes, cortar desperdícios etc. Será naturalmente mais fácil com empregados mais eficientes a um custo relativamente mais baixo.

Muita gente ainda não percebeu que um tubarão entrou em seu tanque… e você? Está preparado para enfrentar o tubarão ou vai ser um dos peixes que serão engolidos?

A todos, um grande abraço e até a próxima!

Mail Box 3
Anúncios