BRA06. RÍO DE JANEIRO (BRASIL), 12/03/2015.- El ministro brasileño de Hacienda, Joaquim Levy, asiste hoy, jueves 12 de marzo de 2015, a la inauguración de ampliación del puerto de Río de Janeiro (Brasil). EFE/ Marcelo Sayão

 

Livre, levy e solto

Era para ser o personagem do ano, mas sem sucesso no ajuste fiscal, o ministro Levy deixa o Governo ainda pior do que quando chegou. Culpa dele? Não em todo. A situação política acabou atrapalhando inviabilizando os planos do (agora ex) ministro. A saída é boa para o Levy e ruim para o Brasil.

 

Mais do mesmo

O novo ministro da Fazenda é o velho ministro do Planejamento. Honestamente, é o que deu. Há um ano, Trabuco (presidente do Banco Bradesco) recusava o convite e agora, com o fracasso de Levy, muito menos economistas de ponta estarão dispostos a pagar este mico.

 

Como diria Mussum: Keanu Reeves

No último boletim focus de 2014, a expectativa para 2015 era de IPCA a 6,53%, PIB a +0,55%, Selic a 12,5% e dólar a R$2,75. Parecia muito ruim na época… mas, 2015 surpreendeu. Foi muito pior! A expectativa mais atual é de IPCA a 10,73%, PIB a -3,7%, Selic a 14,25% e dólar a R$3,90. E mais, nada de relevante foi feito para alterar este cenário para o próximo ano.

 

…a última que morre

Para 2016, a expectativa é de IPCA 6,87%, PIB -2,8%, Selic a 14,75% e dólar a R$4,20. Vamos esperar que 2016 nos surpreenda, mas desta vez, positivamente.

 

O ano da renda fixa

2015 foi o ano do Tesouro Selic, a melhor relação risco-retorno do mercado em meio a este período de incertezas. Mas, LCAs, LCIs, CDBs, Fundos DI, de renda fixa etc. também foram excelentes! Já pensando num prazo mais longo, o tesouro IPCA+ tem apresentado enormes oportunidades para o investidor.

 

But the Oscar goes to…

Dolar! Apesar do risco, foi o investimento de maior retorno do ano. Os piores foram bolsa de valores, imóveis e fundos imobiliários.

No mais, desejo um 2016 muito melhor, principalmente com muita saúde e conquistas a todos nós!

Abraços e feliz ano novo!!!

Mail Box 3

 

Anúncios