Vende-se Imóvel

 

Economia Real

Se 2016 fosse um filme uma boa sugestão de título seria “A saga continua” – ao menos no Brasil. Sem ajuste fiscal, sem definição sobre a situação da presidente, sem um novo nome e de peso no Governo… o mercado simplesmente já não confia mais no que está por aí e o negócio é torcer para que os próximos 3 anos passem rápido…

No mundo, EUA tem tudo para recuperar de vez a hegemonia agora que a novela do primeiro aumento dos juros chegou ao fim.

Todos esperam uma recuperação no preço das commodities mas isto não é certo… isto vai acabar por depender mais da Ásia do que do resto do mundo. A economia chinesa pode ter entrado numa nova fase de desenvolvimento e o crescimento a partir de agora tende a ser mais focado no setor de serviços.

 

Inflação

A previsão dos economistas é de mais um ano de inflação acima do (elevado) teto da meta, ou seja, maior que 6,5% no ano.

A partir do final dos anos 70, a inflação era um problema global gerado por motivos diversos como o choque do petróleo e a alta abrupta da taxa de juros nos EUA. O Brasil foi um dos países que mais sofreram – a inflação brasileira desconsertou toda nossa economia.

Os tempos agora são outros. O mundo passa por um momento de briga contra deflação. O choque que o petróleo causa hoje é de desvalorização. Isto posto, a inflação brasileira é um fenômeno causado integralmente de forma interna e portanto, ao menos em teoria, mais fácil de resolver (será?) pois depende só de nós.

 

Câmbio

O real perdeu muito valor em 2015. Mais, ao meu ver, do que seria até razoável dados os níveis elevados de juros no país. Minha aposta seria de um real em torno de R$ 4,00 (ou até abaixo disso), mas está tudo amarrado afinal. O câmbio é uma das variáveis mais sensíveis a este jogo político-econômico que o Brasil vive.

O euro é outra moeda que perdeu valor nos últimos tempos – fruto da política monetária frouxa do Banco Central Europeu que visa estimular a economia da zona. Hoje, não se fala mais em Grécia, em Espanha… Portugal, inclusive, tem servido de exemplo a muitos outros países. Os maiores desafios da Europa para 2016 estão fora do campo econômico: imigração, terrorismo, guerras e radicalismo.

 

Títulos do Tesouro

Escrevi há um ano:

Mais uma vez os títulos do Tesouro devem ser os melhores investimentos do ano. Continuo com as NTN-Bs como meus investimentos favoritos para o longo prazo, e no médio prazo, o melhor título deve ser a LFT.

Quem quiser arriscar, os títulos pré-fixados passam a ser uma boa opção. Como se sabe, quanto maior o risco, maior o retorno potencial.

A oportunidade de investir nos títulos pré-fixados é que o desaquecimento global pode trazer as taxas de juros para baixo no médio prazo. E quem comprar agora pode ganhar uma boa bolada com isso.

O risco é que o aumento da taxa de juros americana leve a um aumento global de taxa de juros (como o que já aconteceu com a Rússia) levando os juros brasileiros a subirem também.

e mantenho a íntegra agora este ano.

 

Bolsa

Os últimos anos tem sido muito difíceis para os empresários brasileiros. Todos estavam segurando as pontas mantendo investimentos e segurando empregados a espera que de tempos melhores. Hoje, os empresários mais racionais já entenderam que não há uma data certa para o país voltar a crescer, e com isso, muitas empresas realizaram ajustes ao longo de 2015.

2016 não será um ano fácil para as empresas, mas talvez a coisa já comece a melhorar em relação a 2015. Gosto da bolsa em 2016 simplesmente pelo valor em que está (muito baixo) e não por encontrar fundamentos razoáveis. Ou seja, está barata e para quem gosta de risco é um prato cheio.

Imóveis

Outro investimento que gosto mais em 2016 do que gostava em 2015 é o imobiliário. Não vejo espaço para recuperação do setor no curto prazo, mas os preços já começaram a se ajustar e a crise acaba por apresentar algumas oportunidades com vendedores financeiramente enforcados loucos para se desfazerem de seus ativos – alguns deles com alto potencial de valorização no longo prazo.

 

Outros Investimentos

Com a Selic em alta, LCA/LCIs, CDBs e Fundos DIs serão excelentes oportunidades de investimentos e procure não manter muito dinheiro na poupança por motivos óbvios.

Abraços e que 2016 seja O ano!!

Feliz ano novo a todos nós!

Mail Box 3
Anúncios