Henriquecer9999999999999999999999991

Como chegamos onde chegamos?

Sinceramente, não começou com as denúncias de corrupção da Lava-Jato porque a crise é anterior às citações mais contundentes de envolvimento da cúpula do PT.

Também não foram os 8 anos do governo Lula em que, devo admitir, apesar de todos os erros, houve mais acertos nas área econômica do que erros. Uma opinião pessoal.

Também não foram, embora pudesse ter sido, os erros de política econômica do primeiro mandato da Dilma, insistindo em uma política econômica ultrapassada e fracassada, em ter usado politicamente a Petrobras pra manter a inflação “sob controle” na marra a custa de subsídios à gasolina que deixaram a empresa em situação complicada.

Também não foi o erro de insistir na redução do IPI dos automóveis mais vez na leitura errônea de que passávamos por uma crise mundial temporária, quando na verdade estávamos apenas vivendo um novo momento de menor crescimento e sem se tocar que existe um limite para o crescimento do crédito e do consumo.

Esqueça também a bobagem de dizer que a crise econômica é por conta das bolsas, como o bolsa família, MCMV, cotas e tudo mais.

Foi grave de verdade e muito danosa a trapalhada política energética que baixou demagogicamente os preços da energia elétrica gerando uma crise no setor… agravada, diga-se de passagem, pela má sorte da falta de chuva. Mas tbm não foi isto.

Apesar de toda incompetência de Dilma no setor econômico… com tantos erros, tantas intervenções, mandos e desmandos… não foi isso. Não só…

O maior pecado de Dilma e do PT foi a campanha presidencial de 2014. Foi bloquear mafiosamente a criação da Rede de Sustentabilidade e acusar uma ex-seringueira e empregada doméstica de ser da elite e defensora de banqueiros.

De atacar Aécio Neves e se plantar de vítima nos debates no melhor estilo petista: nós contra eles, inflamando debates e transformando política em torcida de jogo de futebol.

A propaganda petista é implacável, a máquina de Duda Mendonça e João Santana era imbatível. Foi descoberta por eles em 2002 quando conseguiram transformar um operário revolucionário no Lulinha paz e amor. Pronto. A descoberta da pólvora. Não tem mensalão que derrube.

Mas foi exatamente ali, no seu maior trunfo, o seu fracasso. A covardia, a agressividade dissimulada afastou de vez qualquer aliança com a oposição. Pior. As mentiras de que ia tudo bem na economia afastaram até a base de governo. As coisas não iam bem… e o Governo não contou a ninguém que iria subir os juros, que era necessário aumentar impostos, que precisava cortar despesas, nada disso. Dilma foi eleita para fazer outras coisas… O PMDB rachou, o PT rachou… e Dilma se isolou no poder. O povo foi às ruas e a popularidade foi ao chão. A mentira e a esperteza maquiavélica foram traidoras.

A corrupção não é um mal exclusivo do PT, ela é apartidária, são pessoas no final das contas mas a sede pelo poder, a crença de que basta uma boa história, de que povo sempre elege mocinhos contra bandidos… Achar que sairia impune de uma campanha tão baixa…

Segundo Marina Silva “é preferível perder ganhando do que ganhar perdendo”. E em 2014, o PT ganhou, mas não levou.

Mail Box 3

Anúncios