11

Em O básico para entender o Mercado de Ações, vimos:

  • O que é uma ação
  • Todas empresas tem acionistas?
  • Toda Sociedade Anônima (por ações) tem ações na bolsa?
  • Por que uma empresa emite ações?
  • Por que emitir ações ao invés de pegar empréstimo?
  • Toda vez que alguém compra uma ação este valor vai para a empresa?
  • Como a empresa se beneficia pela alta do preço das ações na bolsa?
  • Como o investidor em ações ganha dinheiro?
  • Qual a diferença entre Ações Ordinárias (ON) x Ações Preferenciais (PN)?
  • Qual é melhor para comprar: ON ou PN?

Se deseja ler pela primeira vez ou relembrar o artigo que explica estes conceitos acima, clique aqui.

Neste artigo agora, vamos avançar mais no assunto e a partir de então, com os conhecimentos adquiridos, vou lhe dar os caminhos para você começar a investir imediatamente no mercado de ações. 

Antes, vamos apenas entender um pouco melhor como funciona a Bolsa de Valores.

A Bolsa de Valores

A única Bolsa de Valores em funcionamento no Brasil no momento é a Bolsa de Valores de São Paulo, a Bovespa.

A bolsa é o ambiente em que ocorrem todos os negócios envolvendo ações no Brasil. Cabe dizer que o vendedor não sabe para quem está vendendo e vice versa. Todos os negócios são feitos através de corretores de valores (ou corretores imobiliários). Por isso, para negociar na bolsa é necessário abrir uma conta numa Corretora de Valores. O corretor é apenas um intermediário entre quem quer comprar e quem quer vender, exatamente como um corretor de imóveis, por exemplo.

Como se dão os preços na bolsa?

Quando você deseja comprar uma determinada ação, você dá uma ordem de compra ao seu corretor dizendo o que você quer comprar [qual ação], a quantidade de ações e a que preço máximo. Se houver um casamento entre o que você deseja pagar e o que alguém deseja vender, o negócio estará feito. É a tal lei da oferta e da demanda (ou procura). Então se tiver mais gente disposta’ a comprar do que a vender, o preço da ação tende a aumentar. Se mais gente quiser vender, o preço vai cair.

O preço que a gente vê na tela como cotação da ação significa o preço no qual o último negócio foi fechado. Isto é importante saber. Pode parecer natural para alguns mas não é… especialmente para quem não está habituado. Uma analogia seria dizer que sua casa vale R$ 1 milhão apenas porque uma parecida foi vendida a este preço. Mas isto não garante que a sua será, concorda? Pode ser mais ou menos. Assim é no mercado de ações, a cotação serve como uma referência e o preço da ação pode mudar instantaneamente. 

Horário de funcionamento da Bovespa

O horário de funcionamento da Bovespa é de 10h às 18h podendo ser alterado dependendo do horário de verão. As 9:45 começa o leilão de pré-abertura onde ofertas de compra e de venda são feitos mas nenhum negócio é de fato fechado. Este leilão de 15 minutos serve para formar o preço de abertura de cada papel (papel é como chama-se uma ação).  As 10h começa o funcionamento para valer (com negócios fechados automaticamente) e dura até as 17:55, quando começa o leilão de fechamento (chamado de call de fechamento). Este leilão é mais importante do que o de abertura pois o volume de transação é muito maior. É do call de fechamento que sairá o preço de fechamento da ação no dia. Esta é a cotação de referência, aquela que é geralmente noticiada e a variação diária de uma ação é a diferença entre o preço de fechamento de um pregão e o de fechamento do pregão anterior.

A Bolsa abre de segunda a sexta exceto em feriados nacionais e em São Paulo.

Quais são os custos envolvidos ao se investir em ações?

As corretoras cobram uma taxa de corretagem a cada negócio realizado, seja compra ou venda. Esta taxa é livre, cada corretora cobra um preço diferente, embora a Bovespa tenha uma tabela própria sugestiva. 

tabela_bovespa

Hoje, muitas corretoras cobram uma taxa mais baixa que a Tabela Bovespa.

Há também a taxa de custódia. Essa é cobrada mensalmente e funciona exatamente como a taxa mensal que se paga a um banco. Como referência, um bom valor que algumas corretoras cobram seria de até R$ 10.

Outra taxa cobrada é a de liquidação e emolumentos que se dá na compra e venda. Os emolumentos são cobrados pela BM&FBovespa através de uma taxa fixa para cada tipo de operação. As operações normais de compra e venda de ações tem incidência de 0,0325%. Se as operações de compra e venda forem feitas no mesmo dia (daytrade), a taxa é de 0,025%.

Apenas resumindo, as taxas são de a) corretagem, b) custódia e c) liquidação e emolumentos.

Quem negocia até o valor de R$ 20 mil por mês é isento de imposto de renda. Mas a partir daí, é cobrado o valor de 15% sobre os ganhos. Operações de daytrade (compra e venda no mesmo dia), a alíquota é de 20%. É importante dizer que estes percentuais se aplicam apenas sobre os ganhos de capital. Ou seja, compras no mês de R$ 30 mil, e vendas de R$ 35 mil, o percentual vai incidir sobre o ganho de R$ 5 mil. Nem preciso dizer que em caso de perdas, não incide imposto de renda algum.

Atenção: Caso haja incidência de IR, o imposto deve ser recolhido por você por meio de DARF até o ultimo dia útil do mês seguinte da operação realizada. Não é no ajuste anual, ok? A sua corretora pode te ajudar caso você tenha dúvida em relação a isto.

Como abrir conta em uma corretora?

Esta parte é meio chatinha mesmo, eu admito: escolher uma corretora. Mas, todos tem que fazer isto e não pode parar ninguém. É uma vez na vida e deve ser encarado com um investimento de longo prazo.

A bolsa disponibiliza uma lista de corretoras cadastradas neste link: http://www.bmfbovespa.com.br/pt_br/servicos/participantes/busca-de-corretoras/

Tudo vai depender do que você precisa da Corretora. Se for custos baixos, eu diria que a Mirae Asset pode ser uma boa. Se quiser uma melhor que disponibilize mais recursos, atendimento personalizado, eu diria Ágora, Rico.com.vc e XP Investimentos. A XP, diga-se de passagem se define como um shopping financeiro ofertando diversos produtos financeiros. Mas enfim, existem várias corretoras e para todos os gostos. As corretoras ligadas a bancos comerciais podem ser uma escolha prática mas geralmente mais cara.

Como operar?

Depois que a conta na sua corretora estiver aberta, você terá acesso ao famoso Home Broker, é uma espécie de corretor automático online. É uma plataforma online que mostra as cotações das ações na bolsa e que te permite comprar e vender totalmente online. Cada corretora tem um Home Broker específico mas em geral todos são bem intuitivos. Em caso de dúvidas, as operações de compra e venda podem ser feitas também pelo telefone, mas podem custar mais caro.

home_broker

Exemplo de um Home Broker. No quadro grande algumas empresas selecionadas e informações sobre seus negócios. No canto superior direiro, butões como COMPRAR e VENDER.

 

Antes de comprar as primeiras ações, você deve antes transferir uma quantidade de dinheiro para a conta da sua corretora.

Que ações eu devo comprar?

Esta é a pergunta de um milhão de dólares! Todo mundo quer saber, certo? Então, não existe uma resposta única ou de bate pronto. Existem diversos métodos de análise, diversas estratégias e o mais importante a saber é: em algum momento você vai perder. Em outros irá ganhar. O importante é que o saldo esteja ao seu favor no longo prazo. 

Number one rule of Wall Street. Nobody… and I don’t care if you’re Warren Buffet or if you’re Jimmy Buffet. Nobody knows if a stock is gonna go up, down, sideways or in fucking circles. Least of all, stockbrokers, right? (Mark Hanna)

A regra número um de Wall Street é que ninguém sabe ao certo o que vai acontecer com uma ação no dia seguinte. Ninguém, incluindo aí os analistas financeiros e grandes investidores! É impossível saber. O que na verdade diferencia um pequeno investidor pessoa física de um grande investidor é que o último provavelmente está mais ciente dos riscos de seus investimentos. E para isto, aqui no Henriquecer vou falar muito mais sobre investimentos em ações daqui para frente. A economia brasileira está virando e, guardadas as incertezas de sempre, o momento me parece estar se tornando muito mais propício para investir em ações.

Ainda que seja necessário ampliar os conhecimentos sobre o assunto (na verdade o aprendizado é um exercício contínuo), eu recomendo a quem tenha interesse de investir em ações que comece desde já a procurar uma corretora. Não espere em demasiado sob risco de perder o timing. Sempre digo que se a gente for esperar as condições perfeitas, nunca faremos nada e isto se aplica completamente neste caso. Se isto lhe conforta, pense que qualquer ação que você for comprar, o fará a preço de mercado… isto significa que além de você diversos experts estarão fazendo o mesmo que você. 

Learn by doing

Eu só não quero que você entenda que eu esteja sugerindo que você entre de cara no mercado com todo o seu dinheiro comprando qualquer coisa. Nada disso. Independente do seu conhecimento sobre ações, minha recomendação é: comece logo mas comece pequeno! Não coloque valores altos logo de cara… nada que lhe fará muita falta… vá aos poucos, colocando pouco dinheiro de inicio. Sei que este inicio pode até não valer tanto a pena em termos de investimento financeiro. Mas encare como um investimento em aprendizado.

Não importa quantos livros sobre ações você tenha lido ou venha a ler, é preciso vivenciar o mercado… entender sua dinâmica, acompanha-lo… é preciso ganhar e perder, até para se conhecer! É como um curso. Não espere ganhar muito mais do que conhecimento neste início. Mas se por acaso as coisas derem muito certo de cara, cuidado para não se iludir. Depois, aos poucos, com o tempo e a experiencia, aí sim vá aumentando os seus aportes. Não deixe nunca de estudar para entender melhor. Aos poucos o conhecimento irá se refinando.

Vamos desenvolvendo o assunto em artigos futuros!

Espero ter sido claro e ficarei feliz em receber comentários, dúvidas, críticas construtivas e sugestões. 

A todos um grande abraço

Vá, mesmo com medo! Mete bronca!!

mail-box-3

Anúncios