Turquia

De volta ao “normal”

IPCA de julho ficou em 0.33%, desacelarando em relação aos 1.26% de junho (impactada pela greve dos caminhoneiros).

Os tempos de inflação de 1o mundo parecem ter ficado para tras e o IPCA volta a casa dos 4 e poucos por cento (4.48% nos ultimos 12 meses). 

 

Olha so quem mais ta voltando…

Outro que tem influenciado na taxa de inflação é o dolar, que chegou e agora ja esta beeem a vontade na casa dos R$ 4.

De novo.

 

Contaminação I

O motivo agora é a crise turca e a desconfiança de que o Brasil, hoje, fragil, pode se contaminar. As coisas ja não andam bem no pais, e a verdade é que não voltarão ao lugar sozinhas. Vai ser preciso trabalho sério e duradouro.

As pesquisas eleitorais que apontam PT na frente não ajudam esse cenario.

 

é que a Turquia…

vive um inferno astral: déficit publico e explosão da divida que subiu mais de 10 pontos percentuais do PIB em pouco mais de 5 anos!

As apostas são as de que o pais quebrara nos proximos 5 anos.

Ja pensou em algo assim?

Ja né?  

 

Lição unica

Tanto a Grécia quanto a Turquia viviam além de suas possibilidades. Eh o que acontece com os paises e é o que acontece com as familias que vivem dessa forma.

Não tem como fugir, é uma lei matematica simples e universal.

Por falar em Grécia

Na contramão da Turquia, a Grécia finalmente saiu este mês da tutela do Banco Central Europeu e do FMI. 9 anos depois! A ultima ajuda foi depositada e a trancos e barrancos o pais vai saindo do buraco. 

Mas dai a ir bem, tem uma grande diferença!

 

Contaminação II

Além do Brasil, a crise turca pode acabar contagiando a União Europeia. Bancos franceses são os mais expostos à divida turca. Alemães, britânicos e espanhois também estão nessa.

Mas o caso mais sensivel é o italiano. O UniCredit é dos grandes credores e a economia italiana vive uma decada de intensa sensibilidade.

Quando parece que a Italia vai finalmente sair do buraco, algo novo ocorre. 

Vale ficar de olho ja que a UE vive hoje o seu melhor momento nos ultimos 10 anos.

 

Eleições + descontrole fiscal + crise de emergentes

Para o investidor brasileiro, o periodo acaba exigindo cautela e investimentos seguros. Prefiro a renda fixa pos fixada, com liquidez e segurança como Tesouro Selic ou a renda fixa dos grandes bancos. 

 

Volta à programação

A série 100 ideias para mudar o Brasil volta na proxima semana e sera interrompida apenas para os cenarios mensais como este.

Boa leitura!

Abraços!

Banner Livro

Versão impressa: https://clubedeautores.com.br/book/254521–E_se_voce_nao_morrer_amanha
Kindle Brasil: https://amzn.to/2LvVq9L
Disponível nas lojas Amazon em seu país.
Anúncios