TRUMP 271018

Booming America

O PIB dos EUA cresceu 3,5% no 3º tri (últimos 12 meses). O resultado se deve principalmente ao aumento no Consumo, já que Investimentos e Exportações desapontaram. 

 

Desemprego recorde

À esteira do aquecimento econômico, a taxa de desemprego nos EUA atingiu seu recorde de baixa desde… 1969!!

 

Salve Trump?

O presidente americano vem conquistando diversos fãs no Brasil aproveitando a onda conservadora que atingiu o país.

E ele tem mérito, claro. Mas longe de ser um mito.

Abaixo o comportamento da taxa de desemprego nos EUA desde a Crise de 2008.

US unemployment rate.

October, 2009: 10%

October, 2010: 9.4%

October, 2011: 8.8%

October, 2012: 7.8%

October, 2013: 7.2%

October, 2014: 5.7%

October, 2015: 5%

October, 2016: 4.9%

October, 2017: 4.1%

Now: 3.7%

A queda tem sido constante e Trump tem sido hábil o suficiente para tirar proveito da colheita de anos de trabalho duro.

Mas atribuir apenas ao seu governo esses dados – como gosta de fazer a Ana Paula – a “economista” do vôlei – é equivalente a dizer que a crise atual do Brasil se deve ao Governo Temer. 

Aliás, Temer assumiu em Maio de 2016. Trump, em Janeiro de 2017.

 

Ventos favoráveis

Inclusive em 2017, a economia europeia teve seu melhor momento numa década – apesar desses BREXITs da vida.

A Europa cresceu em velocidade maior que os EUA.

Maior dinamismo, mais investimento, mais exportação, mais liberalismo…

Só que menos Twitter…

https://money.cnn.com/2018/01/30/news/economy/gdp-europe-economy-2017/index.html

 

2018, nova história

Este ano a história é outra. EUA tomaram a dianteira.

O crescimento está ligado a um déficit crescente, e mesmo com resultados recordes de crescimento de PIB os EUA devem apresentar o maior déficit desde 2012.

Isto porque os gastos vem subindo mais rápido que as receitas… meio parecido com o que a gente viu por aí, recentemente no Brasil…

Juros em alta

A luz amarela acendeu no Fed, que deve aumentar a taxa de juros nos EUA com maior vigor do que se previa antes.

E, isto abriu uma guerra pública entre Trump e Powell, chairman do Fed.

https://exame.abril.com.br/revista-exame/um-sinal-de-alerta-2/

 

Impactos no Real

Se isso se mantiver, o real deve perder valor frente ao Dólar…

Porque, amigos, o câmbio não vive apenas de Bolsonaro x Haddad.

Existe um mundo muito maior lá fora que impacta bolsa, juros, PIB etc.

 

Europa conservadora

E do outro lado ideológico está a UE. O WSJ escreveu um artigo esta semana criticando o excesso de ortodoxia do continente.

Com uma crise italiana que parece sem fim (a UE tem pressionado – sem sucesso – a Itália a reduzir seu déficit), o crescimento europeu deve desaquecer. 

 

No Brasil

Um pouco de mundo depois de tanta discussão política nos últimos meses.

Uma vez, finalizada as eleições, o Brasil deve levantar a cabeça para enxergar o mundo.

 

Boa sorte!

E que neste Domingo, sucesso para o Brasil!

 

Até a próxima.

Clique aqui e cadastre-se para receber os e-mails do Henriquecer.com. Te enviarei apenas um e-mail por semana para te manter atualizado sobre os temas Economia e Finanças Pessoais.

Banner Livro

Versão impressa: https://clubedeautores.com.br/book/254521–E_se_voce_nao_morrer_amanha
Kindle Brasil: https://amzn.to/2LvVq9L
Disponível nas lojas Amazon em seu país.

Se quiser ajudar a difundir o alcance deste blog, patrocine o Projeto Henriquecera partir de apenas R$1 por mês. Saiba mais clicando aqui

Anúncios