See the source image

Num futuro proximo, vou começar uma série de artigos sobre investimentos não-financeiros, mas antes de partir para novos assuntos, queria apenas deixar aqui minha perspectiva para os investimentos em geral no Brasil.

A crise é a maior vista nos ultimos anos. O fato de alguns ainda não terem se dado conta disso me faz crer que ainda ha um espaço para ela se ampliar… o mesmo espaço que havia nas opinões globais entre 2014 e 2015 de que se tratava de uma crise duradoura. Hoje ja são 5 anos enquanto alguns esperavam que fosse durar meses… dificil voltar no tempo e lembrar o que falavam na época.

Durante esse periodo minha percepção aqui mudou. No inicio do ano de 2015 coloquei os investimentos em imoveis em vermelho e até hoje não os classifiquei mais como verdes.

Ações so foram recomendadas em 2017 e desde então subiram enormemente, e nos ultimos meses voltaram a declinar com a amostra de que o Governo atual não têm sido necessariamente o Governo pro-mercado que alguns chegaram a acreditar.

Mas também é na crise que surgem as melhores oportunidades. Hoje, não vejo o investimento imobiliario como ruim, tampouco a bolsa de valores… contanto que mire-se no longo prazo, claro.

So que o meu investimento favorito continua sendo o Titulo Publico Tesouro IPCA + Juros Semestrais de longo prazo.

Falo pouco de debentures porque o Brasil é um pais cujos titulos publicos têm segurança e juros altos – acima da inflação.

Neste contexto, não precisa fazer muito para ter direito a um rendimento alto do seu dinheiro.

Tudo é permitido. Não acho que a Reforma da Previdência sozinha mude sozinho o pais. Assim como não acreditei que a saida da Dilma e a derrota do PT em 2018 seriam a salvação. Alias, minhas desconfianças com esses eventos salvadores datam de 2008 com a nossa Bolsa e o grau de investimento.

O mercado procura razões para subir e acaba por supervalorizar alguns eventos. No fim, o que acontece? Sobe no boato e cai no fato. O que o Brasil precisa não é de eventos salvadores nem tampouco de governantes salvadores. Precisamos de razoabilidade, confiança na liberdade e na democracia, nas instituições. Precisamos ser sérios todo dia.

Eu confio que estamos no caminho certo. E, se eu estiver correto, em breve nossas taxas de juros poderão cair… bom para a economia mas nem tanto para os investidores que hoje têm uma oportunidade unica de investir ganhando em torno de 4% ao ano além da inflação e SEM RISCO.

…para não chegar la na frente e dizer “por que eu não aproveitei?”

Riko Assumpção

Anúncios