Henriquecer93-b

Quando criança e adolescente, recebia dos meus pais uma semanada fixa. Essa semanada me ajudou a criar uma disciplina. De maneira intuitiva, eu guardava 20% do que recebia para eventos extraordinários como viagens ou algo que eu precisasse comprar. Era muito pouco em termos nominais, mas eu tinha consciência de que o hábito seria importante para mim no futuro. Mesmo que simbolicamente, estava treinando o básico de finanças pessoais: gastar menos do que se ganha.

Muita gente, assim como eu, cresceu recebendo mesada. Com o salário, a renda aumentou. Mas a falta de disciplina e planejamento fez com que as contas a pagar se tornassem um problema maior do que os benefícios que a renda maior poderiam trazer. Eu também passei por isso. Fui morar sozinho aos 19 anos e acabei batendo cabeça até conseguir me equilibrar.

A nossa vida financeira vai se tornando mais complexa e fica mais fácil se enrolar. A ponto de você olhar pra trás e pensar: como era bom quando eu só ganhava mesada.

Muitos anos depois ainda recebo minha semanada. De mim mesmo. Ela foi a solução simples para o que sempre achei horrível: planejadores financeiros que anotam em planilhas o quanto gastaram em picolés, balas Halls ou em chopp. Sempre achei um exagero isso.

O Planejamento Financeiro bom é aquele que simplifica sua vida, não o que te cria neuras. Ter uma semanada te permite transformar em gastos fixos o que muitos planejadores chamam de Despesas variáveis (que eles sempre mandam você cortar). Eu digo, não corte o chopp ou o restaurante de final de semana. Apenas crie um limite consistente com seu Orçamento para este fim.

Você não deve se preocupar para onde esse dinheiro foi. É a única parte do orçamento para você gastar sem precisar se preocupar com o que. Respeite-a. Não gaste mais que sua mesada, mas também nunca a use para poupar ou investir. É confundir as bolas. Investimento é para investir e mesada para gastar. Se sobrar, ótimo… sobra mais para a próxima semana ou pra outra!

A mesada pode ser fixa ou em faixas. Algo como R$150 a 300 fixo por semana. Os valores variarão de pessoa pra pessoa, da renda e dos seus costumes. O mais importante é você ter a disciplina de não gastar de mais, e nem de menos. Controlar os nosso lados esbanjador e avarento e criar um padrão de vida estável.

Para facilitar, toda segunda-feira eu vou ao banco e saco minha semanada. Coloco na carteira e dessa maneira tenho um controle maior sobre ela.

É simples, te fará bem e você gastará com a consciência tranquila.

No mais, desejos bons a vocês!

Até a proxima!

– Da série “classicos”, publicado originalmente em Dez/2013 –

 

Anúncios