Não gosta de brincar com as crianças? Saiba o que fazer - Revista ...

A produção é desejada, mas o tempo é curto.

Muitas ideias, pouco tempo para colocá-las em prática.

O mundo de hoje nos oferece uma oferta de possibilidades de consumo e produção como jamais visto.

Assistir Netflix ou escrever no blog?

Ler um livro ou gravar no Podcast?

Passar um tempo com minha filha ou trabalhar horas a mais para a empresa?

Ninguém vive apenas de consumo.

Para cada unidade de consumo na vida de cada um de nós, por trás está uma unidade de produção.

Por mais apelativo emocionalmente que “passar um tempo com o filho” possa ser, no fundo, você também quer que seu filho se alimente bem. Para que isso aconteça, é necessária a produção.

O quão maiores as possibilidades que nos são dadas com os avanços sociais, maior é a angústia pelo tempo nos ser escasso.

Há mil anos, um camponês sabia exatamente onde iria viver sua vida e como seria o seu dia seguinte. A preocupação era o plantio e a colheita. O alimento nem sempre era garantido.

Hoje, a preocupação é outra: são tantos lugares no mundo para conhecer, tantos livros a serem lidos, tantas séries para serem vistas, tantas atividades a fazer com as crianças, tantas receitas que a gente quer fazer, tantos vinhos a beber…

São tantas as possibilidades!

E a produção não fica para trás. Cada nova possibilidade de consumo exige uma necessidade adicional de produção. Em outras palavras, para tornar possível conhecer o mundo, temos antes que ir trabalhar.

Não me entenda mal. Não acho que estamos piores que o camponês. Pelo contrário. Numa sociedade com tantas opções, tantas possibilidades… até o minimalismo é possível: a escolha é nossa. Coisa que ele, o camponês talvez nunca tivesse tido. Ao menos, não nesse nível.

É que acreditamos estarmos presos nesse mundo sem se tocar que o que nos incomoda de verdade é justamente a liberdade.

Temos dificuldade em lidar com as escolhas porque junto delas vem a responsabilidade.

Um pouco como quando recebemos uma nova oferta de emprego. A princípio, sendo racional, ter a opção de escolher é uma benção. Mas na prática, isso pode gerar um inferno emocional: “e se eu der um passo errado?”

O mundo é melhor. Ter opções é melhor do que não ter.

O que a gente precisa é aprender a lidar melhor com a responsabilidade que a liberdade nos traz.

A todos, um grande abraço!

Riko Assumpção

_____

Henriquecer: Podcast do Riko Assumpção 

ANCHOR

APPLE PODCAST

GOOGLE PODCAST

SPOTIFY

Conheça meus livros: https://henriquecer.com/livros-do-riko-assumpcao/

Saiba mais sobre mim: https://henriquecer.com/about/

Acesse a Planilha de Planejamento Financeiro aqui: https://henriquecer.com/planilha-financeira-no-excel/

Henriquecer.com