No dia 3 de Setembro de 2021, o dólar fechou o pregão cotado a R$5,18 – uma queda recente diga-se de passagem. O brasileiro que há 2 anos nem sonharia com um dólar neste patamar, hoje aproveita para comprar quando a moeda americana se aproxima dos R$5,00: “tá barato” diz.

Pois desde 2013 eu posto todo ano aqui qual seria uma teórica cotação “justa” do dólar. Na época a história era totalmente inversa. Eu dizia que o Real estava num patamar alto, sobrevalorizado. Eu dizia que o dólar deveria estar cotado a R$ 2.76 vs. R$ 2.30 que marcava o mercado. E muita gente acreditava que os R$ 2.30 eram muito altos – pois na memória recente, o povo guardava uma cotação abaixo de R$ 2.

Mas o dólar nunca mais voltou para os R$2, e nem faria sentido que voltasse… Na época, com o real sobrevalorizado, revistas e jornais do mundo todo colocavam Rio e SP entre as cidades mais caras do mundo. As lojas de Buenos Aires e NYC estavam repletas de brasileiros gastando seus salários sobrevalorizados para comprar coisas que pareciam (e eram) muito mais baratas por lá do que seriam no Brasil.

Sempre digo, quer saber se o Real está valorizado ou subvalorizado? Simples. Como brasileiro gosta de reclamar do país, o que muda nas 2 situações é o motivo da reclamação: quando o Real está super valorizado, o brasileiro reclama dos preços aqui. Ao converter ele percebe que tudo é mais barato lá fora.

Já quando o real está subvalorizado, a reclamação é dos salários no Brasil que estão baixos. Reclamam que um pintor nos EUA ganham mais que um dentista no Brasil.

Metodologia

A forma que utilizo para o meu cálculo é muito simples: eu igualo o real ao dólar em Julho de 94, data de criação do real pareado ao dólar. A partir de então desconto o poder de compra de cada moeda pela inflação incorrida nos 2 países. Isso nos dará uma cotação aproximada.

Hoje o dólar justo estaria em torno de R$ 3.75 ao invés de R$ 5.18. Ou seja, o dólar está 38% acima do “valor justo”.

Por que? Diversos motivos que passam por um histórico e uma previsão crescente do déficit do Governo Brasileiro, instabilidade política e uma crise econômica que se arrasta desde 2014-15.

Acontece que eu uso para o meu cálculo o IPCA, que é o índice de preços ao consumidor. Só que o preço no atacado subiu no Brasil muito mais que o IPCA. O IGP-M por exemplo que é uma combinação de diferentes índices de preço, sendo o do atacado o com maior peso, está a mais de 30% nos últimos 12 meses.

Ou seja, entre os preços no atacado e os do consumo existe um gap que o empresário não tem condições de repassar imediatamente ao consumidor por uma simples razão: o consumidor está sem dinheiro! Sem emprego, sem renda e com uma inflação que já o sufoca no nível em que está… isso cria o que nós economistas chamamos de inflação reprimida. Ela está sendo hoje bancada pelo empresário que assim que puder, vai repassá-la ao consumidor. E com isso, o dólar “justo” hoje de R$ 3.75 deverá subir de valor. O mercado entende isso e se adianta.

De qualquer maneira, desde que comecei a postar aqui, o dólar sempre oscilou tendo o meu valor justo como centro. Em muitos momentos ele esteve abaixo do valor justo. Em outros poucos, como agora (em 2002 e 2020 tbm), acima.

Eu acredito que o dólar no médio-longo prazos irá se aproximar à taxa justa, mas sempre digo que o melhor é ter uma parte do patrimonio dolarizada e em ativos internacionais.

Porque mesmo que “tenha que se continuar fazendo muita besteira para o dólar se manter acima dos R$5″…

mas a gente ja viu tanta besteira nos ultimos anos que nada mais surpreende.

A todos, um grande abraço

Riko Assumpção

_____

Henriquecer: Podcast do Riko Assumpção 

ANCHOR
APPLE PODCAST
GOOGLE PODCAST
SPOTIFY

Conheça meus livros: https://henriquecer.com/livros-do-riko-assumpcao/

Saiba mais sobre mim: https://henriquecer.com/about/

Acesse a Planilha de Planejamento Financeiro aqui: https://henriquecer.com/planilha-financeira-no-excel/

Henriquecer.com